Se você teve a oportunidade de vir ao Dreamforce este ano, tenho certeza que vamos compartilhar de alguns pontos em comum, se não veio, vou compartilhar o meu ponto de vista sobre o Dreamforce, e qual era a minha expectativa em alguns pontos e qual foi a realidade encontrada aqui.

Dreamforce, Expectativa x Realidade

Vou separar por tópicos, para ficar mais fácil detalhar qual era minha expectativa e qual foi a realidade encontrada, acredito que dessa forma fique mais fácil identificar os pontos em questão. Vamos lá?

Local dos eventos

Minha expectativa era encontrar lugares longe e de difícil acesso, esperava ter que ficar andando de Uber para lá e para cá para chegar no local do evento.

Mas para minha surpresa, a realidade era bem diferente, o hotel em que me hospedei no Aida Plaza Hotel, que é bem próximo, cerca de 10 minutos de caminhada do local principal do evento, Mascone West, e isso foi a melhor parte, pois consegui chegar ao evento sem dor de cabeça nenhuma, o hotel não é nenhum hotel 5 estrelas, mas com uma localização tão boa, tenho que confessar que foi um dos maiores acertos, obrigado Diogo pela indicação.

Agenda, palestras e Keynotes

Minha expectativa, era conseguir seguir exatamente a agenda, que por sinal foi bem difícil de montar, eram tantas opções que em alguns momentos tinha que escolher entre o bom e o ótimo. Logo no primeiro dia já tinha que chegar as 8h da manha para uma palestra.

Bom, mas a realidade foi bem diferente, ao chegar no evento no primeiro dia, descobri que toda a minha agenda iria para a casa do chapéu, era praticamente impossível seguir a agenda e ainda ver tudo que tinha no evento, cumprir os desafios, visitar os estandes, enfim, ver tudo seria praticamente impossível, afinal este ano foram mais de 2700 palestras.

Mas ainda assim consegui seguir parte da agenda, e ver algumas Keynotes muito interessantes, se preparem para o Litghning e para o Einstein, eles vão vir com tudo agora, e migrar para o Lightning não é mais uma opção, já esta se tornando uma necessidade, não houve uma palestra se quer que foi falado sobre o modo Clássico, tudo era abordado na visão Lightning, então se você ainda não migrou para o Lightning, sugiro começar a pensar nisso o quanto antes, este mês ocorrerá alguns webinários falando sobre o assunto, recomendo que você se inscreva nesses webinários se ainda não fez a migração.

Reinvente seu negócio com o Salesforce Lightning
14 de Novembro (Terça) 10h | Registre-se aqui

 

Como o Salesforce lançou o Lightning em 7 etapas
21 de Novembro (Terça) 10h | Registre-se aqui

 

Inicie com sua transição para o Lightning
28 de Novembro (Terça) 10h | Registre-se aqui

 

Considerações do Visualforce para sua transição ao Lightning
30 de Novembro (Quinta) 10h | Registre-se aqui

Desafios

Quanto a isso confesso que nem tinha expectativa, porém ao chegar aqui e descobrir que elas existiam, fiquei animado e achando que todas seriam bem fáceis de cumprir.
Mas a realidade nem sempre é tão simples assim, para conseguir alguns brindes e algumas badges exclusivas no Trailhead o Salesforce criou vários desafios, alguns eram simples, bastava visitar um estande especifico e deixar eles escanearem o seu crachá, outros eram um pouco mais complicados, alguns envolvendo assistir uma demo outras até mesmo fazer um mini desafio, e foi nessas de mini desafios que eu achei que ia arrasar em um que podia pegar, fazer no hotel e só voltar lá para apresentar para eles validarem, eu já me vi saindo de lá com todos os prêmios, mas a verdade é que ou você nem vai pro hotel, se acabar saindo para fazer alguma coisa a noite ou até mesmo ir ao Show do evento, ou no meu caso, chega tão morto no hotel que não consegue nem pegar o computador para fazer os desafios, e foi nesse segundo cenário que eu me encontrei, chegando todo dia morto no hotel depois tanto andar para lá e para cá no evento, meu contador de passos do celular registrou todos os dias de evento mais de 10km de caminhada, considerando 4 dias de eventos foram pelo menos 40km, então já da para imaginar como que você chega no hotel né, querendo ver a cama o quanto antes, deixei para fazer então o mini hack no último dia lá mesmo no local do evento, eram 10 pequenos desafios você precisava completar 3 para um pequeno prêmio, 6 para o segundo premio e os 10 você concorreria a prêmios fantástico, como um fone sem fio da Apple e um Apple Watch, lógico que a minha expectativa era fazer os 10, mas a realidade é que não consegui completar com sucesso nem ao menos o primeiro :/, foi então que eu decidi que não faria, pois levaria mais tempo do que esperado, e eu queria era aproveitar ainda mais o último de evento.

Organização do evento

Minha expectativa era encontrar um evento completamente organizado e com pessoas super bem informadas sobre tudo, achei que ia conseguir tirar todas as minhas dúvidas do Salesforce, tais como integração do Amazon S3 com a Salesforce, uso do Einstein na empresa e etc.

Mas a realidade como sempre, foi bem diferente, ao visitar o estande da Amazon, para tentar entender como conseguiria fazer a migração dos mais de 200GB de dados da minha ORG para a Amazon, descobri que eles não tinham conhecimento nenhum sobre, e só estavam lá para vender a ilusão de que tudo seria bem simples, com dois cliques, sem ninguém técnico no local e somente consultores de vendas, tive que me contentar com um “Vou registrar aqui e pedir para alguém entrar em contato”, o que sinceramente eu duvido que vá acontecer, fui então para o estande do Einstein onde você fala one to one com um consultor Salesforce, e adivinha, ela não sabia me responder se eu conseguiria fazer o que eu preciso ou não, e como o Prediction Builder do Einstein não esta oficialmente lançado, eu terei que esperar para saber se resolve ou não, a indicação dela, fazer um trailhead para entender o funcionamento e ver se ele me atende, isso ai, partiu fazer trailhead.

Ainda no evento, todas as vezes que precisei tirar uma dúvida com alguém, as respostas eram vazias e eles me pareciam bem desinformados, uma pergunta simples, do tipo, o que eu tenho que fazer para ganhar a jaqueta Trailblazer fez o cara do estande ficar procurando 5 minutos no Google e não chegar a resposta nenhuma, ou quanto não te direcionava para outro estande para tirar a duvida, que chegava lá, te mandava para um outro e no outro para um outro, enfim, no quesito atendimento a dúvida das pessoas eu acho que o Salesforce pecou um pouco, as pessoas não estavam preparadas para os problemas e dúvidas que ocorrem durante o evento.

Alimentação

Depois de ter ido ao evento do Salesforce em São Paulo, onde você tem alimentação a disposição durante o dia inteiro, minha expectativa era de que seria assim ou algo bem próximo a isso, seguida de uma alimentação saudável é claro.

Mas para a minha surpresa, a realidade era que não havia snacks durante o dia, apenas café que só era servido até as 12h, o almoço era basicamente lanche, e confesso já não estar mais aguentando ver lanche na minha frente, ai que saudade do Arroz e Feijão do Brasil, hehehe

No segundo dia encontramos uma lanchonete que servia café da manha na faixa para quem estava participando do Dreamforce, isso ajudou a comer alguma coisinha diferente, mas ainda assim, não é a mesma coisa que a boa comida Brasileira :)

Geral

De um modo geral, as minhas expectativas estavam na maioria das vezes erradas, e eu acredito que isso foi bom, pois eu acabei me surpreendendo mais, a experiência de vivenciar um evento como esse é sem igual, recomento a todo mundo que tiver oportunidade que venha para o Dreamforce 18, faz valer cada centavo investido, você sai daqui com muito network e muitas ideias na cabeça. A cidade de São Francisco de um modo geral é organizada, as pessoas bem receptivas e faz do Dreamforce além de um evento fantástico, um passeio incrível, mesmo você encontrando muitos mendingos pela rua, você não se sente inseguro em nenhum momento, a cidade é bem policiada e as pessoas te respeitam sempre.

Perdi o evento deste ano, e agora?

Se você perdeu, realmente não tem muito o que fazer, pois como eu disse, foi uma experiencia incrível e sem igual, mas segue o link de um paper distribuído pelo Salesforce aos participantes e você poderá ver os vídeos das palestras e Keynotes realizadas neste link https://www.salesforce.com/live

Conclusão

Dreamforce

Minha conclusão é, de modo geral, a realidade foi bem melhor que a expectativa em vários pontos, o que me faz com certeza querer estar aqui novamente no ano que vem, se você quer receber informações sobre o Dreamforce18, que ocorrerá entre 25 e 28 de setembro de 2018, acesse esse link do Salesforce e faça o seu pré-registro.

E o Dreamforce me deixou claro que não há mais voltas, ou você migra para o Lightning ou você migra para o Lightning, e o Einstein está cada vez mais incorporado ao Salesforce, dessa forma, vou deixar abaixo dois trailheads sobre Lightning de sugestão, se você não sabe o que é um trailhead ainda, sugiro que de uma olhada neste post.

Lightning Experience Specialist

Lightning Experience Rollout Specialist

 

Um forte abraço e até o próximo post :)

 

Fernando Sousa

Fernando Sousa

Senior Salesforce Developer at Click21.com

Formado em Bacharelado em Sistemas da Informação pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e MBA em Projeto de Aplicações para Dispositivos Móveis pelo IGTI – Instituto de Gestão em Tecnologia da Informação.

Comecei a programar bem cedo, por volta de 10 anos de idade, de maneira auto-didata passei por várias linguagens.

Em 2015 conheci a Salesforce, fazendo integração entre Salesforce e um Aplicativos Mobile,

Atualmente possuo as certificações Salesforce Salesforce Certified Platform Developer I, Salesforce Certified Platform App BuilderSalesforce Certified Platform Developer II

Com mais de 100 emblemas e 50.000 pontos no trailhead, conquistei o título de Ranger.

Acompanhe meu Trailhead aqui.

Pin It on Pinterest

Shares